Em nosso meio desde 2009, quando foram lançadas as primeiras versões, o SAS.Planet, um software de origem russa, tornou-se Open Source em setembro de 2011 e, desde então, vem provendo recursos interessantes quando o assunto é Map Services.

Neste artigo é mostrado como baixar imagens de satélite (alta resolução) georreferenciadas para uso/aplicação em Sistemas de Informações Geográficas, como por exemplo, QGIS e GVSIG.

Construído para visualização online e offline, além de permitir o download de imagens de satélite de alta resolução georreferenciadas, o programa utiliza os dados dos principais serviços como Google, Bing, Yahoo, Nokia Here, Esri, OpenStreetMap dentre outros.

Não é preciso explicar a importância de uso dessas imagens para fins de mapeamento. É muito óbvio que o alto custo de imagens de satélite, na maioria das vezes, inviabiliza a pesquisa científica no Brasil, pois o país pouco investe neste importante segmento.

No entanto, recomenda-se que faça uso desses dados com parcimônia pois, nem todas possuem ortorretificação e se apresentam com ângulos oblíquos nos alvos, principalmente em áreas urbanas, mostrando principalmente a fachada de edifícios.

captura-de-tela-de-2017-02-25-213528b
Evidências de imagens não ortorretificadas. O seu uso sem a devida correção implica em erros significativos nas formas e mensurações das feições.

Informações importantes:

Versão mais recente lançada em: 07/07/2016

Sistema operacional nativo: Windows

Tamanho do arquivo: 12,6 MB

Endereço para download: http://www.sasgis.org/programs/sasplanet/SASPlanet_160707.rar

Antes de você perguntar nos comentários, já digo logo: Sim, o SAS.Planet roda no Linux (Ubuntu e derivados). E muito bem, por sinal. Entretanto, saiba que é preciso ter instalado previamente a biblioteca Wine. Para isso, clique neste link para saber como fazer.

Caso você deseja conhecer todos os recursos do programa, acesse a página do amigo e parceiro Jorge Santos, clicando neste link.

Baixando imagens a partir do SAS.Planet

Obviamente que, a julgar pelo título do artigo, você deve pensar que são baixadas cenas completas de sua área de interesse. Mas calma aí, não é assim que funciona. O download é realizado a partir do quadrante selecionado pelo usuário, relativo ao tamanho da tela de seu computador e do nível de zoom escolhido.

Desta forma, depois de baixado o arquivo RAR do programa, descompacte-o e execute o arquivo de nome SASPlanet.exe.

saswindows  captura-de-tela-de-2017-02-26-072302

Ao executar o programa pela primeira vez, a tela inicial deverá ser semelhante a esta. Ajuste o nível de zoom à sua demanda. Para isso, você pode simplesmente rodar o botão scrollroll do mouse ou usar a barra de zoom na lateral esquerda do programa.

sasinicial

Em seguida, escolha o provedor do serviço de mapas através do menu Maps ou clicando no ícone correspondente, como aparece na imagem abaixo. Neste caso, escolhi o serviço BING  (Microsoft) pois, na data de publicação deste artigo, o serviço do Google não estava funcionando adequadamente.

servidorsas

Agora, enquadre na tela de seu computador a área que deseja fazer o download, ajustando ao nível de zoom adequado ao seu trabalho.

imagemsas

DICA: Ajuste o nível de zoom de acordo com a escala que deseja mapear. Para isso, observe na barra de status do programa a resolução espacial em que a imagem será baixada.

Para entender melhor esta relação de Resolução Espacial vs. Escala, recomendo a leitura do artigo do amigo e parceiro Luiz Sadeck clicando neste link.

resolucaoespacialsas

Em seguida, digite o atalho Ctrl+A ou clique no ícone Selection Manager > Visible Area, conforme figura abaixo.

retangulosas

Logo após, uma janela contendo as opções de configuração será aberta. Na guia Download selecione o nível de zoom sempre superior a 20, de forma a garantir a qualidade da imagem que será baixada.

managerdownloadsas

Em seguida, na guia Stitch faça os seguintes ajustes:

[1] Selecione a guia Stitch para começar a ajustar a imagem.

[2] Escolha o Map Service. Aparecerá de forma automática o serviço previamente escolhido. Caso deseje mudar, é neste campo que se procede.

[3] Selecione o formato JPEG. Observe que aparecerá nas opções outros formatos JPEG 2000 (.JP2). No entanto, a imagem quando baixada nesse formato JP2, por exemplo, vem invertida.

[4] Aponte o diretório onde deseja salvar a imagem.

[5] Ajuste a projeção para o sistema WGS84 LatLong.

[6] Selecione o nível de zoom para no mínimo 20X. Lembrando que, quanto maior for o zoom, mais pesado fica o arquivo. Logo, terá mais qualidade.

[7] Marque a caixa de seleção .w pois as informações de georreferenciamento acompanharão a imagem em um arquivo do tipo World, com extensão JPGW.

[8] Altere a qualidade para 100%. Por padrão, está em 95%.

[9] Clique em Start para iniciar o processo de salvamento.

managercosturasas

Aguarde a barra de progressão do download finalizar para fazer uso da imagem.

downloadbarsas

Quando o download concluir, confira os arquivos baixados no diretório selecionado. Note que acompanham a imagem JPG outros 3 arquivos que correspondem a:

Formato .aux: É um arquivo do tipo ASCII que é utilizado para ler dados binários raster sem poder de processamento.

Formato .jpgw: Como explicado anteriormente, corresponde ao arquivo contendo as informações de georreferenciamento da imagem.

Formato .prj: Refere-se ao arquivo que contém o sistema de projeção da imagem.

arquivosbaixadossas

Após isso tudo, importe a(s) imagem(ns) no seu SIG favorito e tenha um ótimo trabalho.

imagemsasnoqgis

Só mais uma coisa. Confira se o sistema de projeção corresponde àquele escolhido no SAS.Planet.

statusprojecaoqgissas

Bom pessoal, então é isso. Espero que você possa fazer um uso adequado do potencial do software em prover dados para sua pesquisa ou seu trabalho.

Até a próxima.

Participe da nossa comunidade no Telegram: https://t.me/gismobrasil