1. Apresentação

Variação livre do Unix, que é considerado o pai dos sistemas operacionais, o BSD vem se tornando dia após dia um sistema mais fácil de usar, graças não somente à iniciativa de voluntários, que é o reflexo de uma base de usuários em expansão, mas também ao reforço de empresas por trás dos times de desenvolvimento. Alia-se a isto, o fato de o sistema ser considerado robusto e seguro pois sua principal vocação é voltada para servidores.

Para conhecer mais da história do Unix e por consequência do BSD, recomendo esta leitura.

Este cenário de “user friendly” vem sendo construído com a evolução das últimas versões do FreeBSD e principalmente do PC-BSD, que é aquela voltada para os desktops, logo, para os usuários “normais”.

A partir de 2016 o PC-BSD passou por uma modernização, passando a se chamar TrueOS, abandonando a base PC-BSD e adotando a base FreeBSD por ter uma farta documentação e comunidade bastante ativa.

O TrueOS pode ser baixado em 2 versões:

  1. Desktop
  2. Servidor

2. Instalação do QGIS no BSD

Assim como na plataforma Linux, o BSD dispõe de um repositório e é a partir dele que o Time do QGIS recomenda a instalação neste sistema operacional. Assim, existem duas maneiras de instalar, escolha a sua.

2.1. Instalação via comandos de texto

Abra o terminal e digite o seguinte comando:

sudo pkg install qgis

Em seguida, digite a senha de administrador e aguarde a instalação concluir.

terminalbsdqgis

Será criado um atalho na área de trabalho, de onde você pode executar o programa. O executável do aplicativo ficará alojado no Menu Inicial > Navegar Pelos Aplicativos > Education > QGIS Desktop.

2.2. Instalação via modo gráfico

Clique no menu Inicial > Painel de Controle e será aberta uma nova janela. Clique no ícone AppCafe e terá uma central de programas, no estilo dno Ubuntu, por exemplo.

Esta é uma implementação deste SO que tenta tornar a vida mais fácil do usuário iniciante.

appcafebsd

Na central de programas, no campo de busca na guia Browse, digite QGIS e clique na lupa para pesquisar o programa.

screenshot-2017-02-28-12-45-57

Depois de encontrar o programa, clique no ícone de Download (lado direito) para instalar o QGIS.

screenshot-2017-02-28-12-46-23

Você pode acompanhar a evolução da instalação clicando na guia Pending.

screenshot-2017-02-28-12-46-53

Feito isto, basta começar a usar o QGIS no seu BSD.

screenshot-2017-02-28-06-31-30

3. Considerações

Embora esteja há pouco tempo me aventurando em BSD, já posso afirmar que a instalação pelo terminal é mais prático que o do Linux pois, em apenas um comando é possível atualizar os repositórios e instalar o programa desejado, tornando o sudo apt updade e sudo apt install dos derivados do Debian desnecessários.

Em relação a central de programas também vi vantagens. No repositório oficial do Ubuntu e derivados, a versão disponível do QGIS ainda é a 2.14.x, enquanto que, no BSD já se encontra a 2.18.x. Para utilizar as versões mas recentes, é necessário adicionar os repositórios do Debian GIS, Ubuntu GIS e/ou do OSGeo.

Mas como nem tudo é perfeito, senti falta dos módulos do SAGA GIS embarcados no QGIS, vindo somente acoplados os do GRASS e GDAL. Para que isso seja possível, faz-se necessário instalar o SAGA GIS separadamente e, o processo de instalação é o mesmo descrito neste artigo.

Se você se interessou em testar o BSD, seguem os links para maiores informações:

Página Oficial: https://www.trueos.org/?lang=pt

Manual do Usuário (em inglês): https://www.trueos.org/handbook/trueos.html

Página de Download: https://www.trueos.org/downloads/

Bom, pessoal, a dica é esta. Até a próxima.